A Bela do Pelotão


Sargento: Bom dia, Dona de Casa!
Pelotão: Meu bom dia! Meu bom dia!
Sargento: Muita roupa lá no tanque?
Pelotão: E muita louça lá na pia!
Sargento: O quintal da minha casa...
Pelotão: Não se varre com a vassoura...
Sargento: É com fuzil, ponta de sabre...
Pelotão: Granada e metralhadora!
Sargento: E a mulher do paraíba?
Pelotão: Teve dois paraibinhas...
Sargento: Sei que um tinha a cabeça chata...
Pelotão: E o outro nem cabeça tinha!
Sargento: Chop! Chop!
Pelotão: Geladinho!
Sargento: Chop! Chop!
Pelotão: Geladinho!"

E lá seguia meu pelotão, feliz e cantante, correndo pela orla de Copacabana, 

no mágico horário das seis da manhã...